background

Exames

O que oferecemos de melhor para você

Image

Raios-x com Revelação Digital

O exame de raios-X é o método de imagem mais antigo e ainda o mais utilizado para a obtenção de imagens médicas.

É um exame indolor, obtido mediante a exposição de áreas do corpo à determinada dose de radiação ionizante, gerando imagens do seu interior que podem ser registradas em um detector digital.

É um método amplamente utilizado para a avaliação do tórax, coluna, do esqueleto em geral e de órgãos abdominais, dentre outros.

Image

Densitometria Óssea

A Densitometria Óssea estabeleceu-se como o método mais moderno, aprimorado e inócuo para se medir a densidade mineral óssea e comparado com padrões para idade e sexo.

Essa é condição indispensável para o diagnóstico e tratamento da osteoporose e de outras possíveis doenças que possam atingir os ossos.

Os aparelhos hoje utilizados conseguem aliar precisão e rapidez na execução dos exames e a exposição a radiação é baixa para o paciente.

As partes mais afetadas na osteoporose são: o colo do fêmur, coluna, a pelve e o punho. As partes de interesse na obtenção das imagens para diagnóstico são o fêmur e a coluna vertebral.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, OMS, a osteoporose é definida como doença caracterizada por baixa massa óssea e deterioração da micro-arquitetura do tecido ósseo.

O objetivo de se fazer uma densitometria óssea é avaliar o grau da osteoporose, indicar a probabilidade de fraturas e auxiliar no tratamento médico. O paciente não necessita de preparo especial e nem de jejum.

Image

Mamografia com Revelação Digital

Mamografia é um método de exame de imagem que usa um sistema de raios-x de baixa dose para examinar as mamas e auxiliar no diagnóstico das doenças mamárias.

Um avanço recente na mamografia tradicional inclui a mamografia com revelação digital, oferecendo imagens muito superiores à mamografia convencional, gerando maior confiança no diagnóstico.

Estudo conduzido pelo colégio americano de radiologia e apoiado pelo instituto nacional do cancer dos EUA mostrou que a mamografia digital é superior na identificação das lesões mamárias em mulheres abaixo de 50 anos, nas com mamas heterogeneamente ou extremamente densas e em mulheres na pré-menopausa e na perimenopausa.

Por essa razão, a Nova Imagem trabalha unicamente com o sistema de mamografia com revelação digital.

Quais são as utilizações da mamografia?

A mamografia é essencialmente usada como uma ferramenta para detectar precocemente o câncer de mama nas mulheres que apresentam ou não sintomas. Ela tem um papel central na detecção precoce de cânceres de mama porque é capaz de mostrar alterações até dois anos antes de serem detectadas pelo médico ou pela própria paciente. É o único método de rastreamento de cancer de mama que mostrou capacidade na redução da mortalidade pela doença.

Como o procedimento da mamografia é executado?

Durante a mamografia, as mamas serão posicionadas em uma plataforma especial e estas serão comprimidas, gradualmente, por uma placa transparente. A compressão é necessária para:

Igualar a espessura da mama para que todo o tecido possa ser visualizado;
Espalhar o tecido mamário para que pequenas anormalidades não sejam obscurecidas por tecido sobrejacente;
Permitir o uso de uma dose mais baixa de raios-x, já que uma camada mais fina de tecido mamário está sendo radiografada;
Conter a mama, no intuito de eliminar falhas na imagem causadas pelo movimento;
Produzir imagens com maior nitidez.

O exame só será concluído após a verificação da qualidade das imagens O processo dura, em média, 15 minutos.

Image

Ultrassonografia e Eco Doppler Vascular

O exame de ultrassonografia utiliza ondas sonoras de alta frequência para produzir imagens do interior do corpo, sem o uso de radiação ionizante (raios-X).

Como as imagens são adquiridas em “tempo real”, podem mostrar além das características morfológicas das estruturas, o movimento dos órgãos internos do corpo e o sangue correndo através dos vasos.

É amplamente utilizada na avaliação da gestação, do abdome, da pelve masculina e feminina, de músculos e tendões, no estudo das glândulas salivares, da tireóide e outras estruturas do pescoço, do coração e etc.

A limitação do ultrassom é não possibilitar a visão através dos ossos e das estruturas que contêm gás. Por isso, não pode ser utilizado para estudar os pulmões e o interior do tubo digestivo, nem para identificar a maioria das lesões ósseas.

O Doppler é uma técnica especial do ultrassom que avalia os vasos sanguíneos, incluindo as principais artérias e veias do corpo no abdômen, pescoço e membros.

A Nova Imagem disponibiliza exames de Eco Doppler Vascular, possuindo larga experiência nesta modalidade de exame. Trata-se de uma avaliação semelhante à Ultrassonografia, porém, direcionada ao estudo das artérias e veias, ou seja, dos vasos sanguíneos.

É realizado com o paciente deitado na maca ou de pé, no caso do mapeamento de varizes e pesquisa de refluxo nas veias das pernas. Por não emitir radiação, pode ser repetido se necessário e não causa nenhum dano ao paciente.

Durante o exame, a rede vascular venosa ou arterial é avaliada de forma dinâmica, sendo observado o trânsito das hemácias em tempo real na tela do aparelho, permitindo medidas de velocidades de fluxo e índices que serão úteis no diagnóstico das doenças vasculares.

Tipos:

Eco Doppler Venoso dos membros inferiores: detecta tromboses, refluxo e doença varicosa, podendo ser desenhado um mapeamento que auxiliará o cirurgião vascular durante o procedimento cirúrgico.

Eco Doppler Arterial dos Membros inferiores: diagnostica a doença obstrutiva arterial periférica, que é causada pela deposição de placas de gordura nas artérias dos membros inferiores.

Eco Doppler de Artérias Renais: muitas vezes, a hipertensão arterial tem origem na estenose (estreitamento) das artérias dos rins, levando ao difícil controle clínico da mesma ou surgimento da hipertensão em pacientes jovens. Tal patologia pode ser diagnosticada pelo eco Doppler.

Eco Doppler Venoso e Arterial dos membros superiores: detecta tromboses, estreitamentos vasculares com redução do fluxo arterial. Tem grande valia ainda no mapeamento venoso e arterial antes da confecção de fístulas para hemodiálise.

Eco Doppler de Carótidas e Vertebrais: Placas de gordura depositadas nas artérias carótidas e vertebrais podem causar redução do fluxo sanguíneo. O eco Doppler ajuda a detectar quais casos necessitarão de tratamento cirúrgico, determinando o percentual de estenose e permitindo a visualização da morfologia das placas, auxiliando prever quais placas têm maior potencial emboligênico (de se desprender e causar acidentes vasculares encefálicos).

Eco Doppler do sistema porta hepático: análise dos vasos do fígado. Diagnóstico de hipertensão portal alcoólica e de outras origens, tromboses das veia porta e das veias hepáticas. Eco Doppler da Aorta abdominal e artérias e veias ilíacas: Detecção de aneurismas, estenoses arteriais, tromboses venosas e acompanhamentos de revascularizações.

Quando realizada pro profissional treinado e experiente e em aparelho capacitado, a Ecografia Vascular torna-se ferramenta de grande auxílio nas doenças arteriais e venosas, auxiliando o Cirurgião Vascular na decisão terapêutica que melhor se adapta a cada paciente, otimizando os resultados do tratamento.

Dra. Graciani Pessini Figueira-CRM RJ 5262091-2-CRM ES 9936. Especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem e Ultrassonografia e Ecografia Vascular pelo Colégio Brasileiro de Radiologia.